39546  ACESSOS

ETIMOLOGIA

 

 

ÁLBUM DE FAMÍLIA

A origem de algumas palavras quem unem parentes desde a antiguidade

 

PAI E MÃE

A origem pode ser de onomoatopeias. Mas pai e mãe geraram palavras similares em muitas línguas. “Pai” chegou ao português pelo acusativo patre, do latim pater e do grego pater. O alemão tinha bater, o persa pitar, o sânscrito pita. O latim mater levou às formas arcaicas mare e madre antes de “mãe”. O grego era meter, o alemão, mutter, o persa matar, o sânscrito, mata.

 

BEBÊ

É provável a origem em onomatopéia para “bebê”, a imitação do grunhido do recém-nascido. Há quem ateste origem francesa. Para Albert Dauzat, no Dictionnaire Etymologique (Larousse, 1938), veio da popularidade de um anão. Bèbè era o apelido de Nicolau Ferry (1739-1764). Viveu na corte de Estanislau Leczynski, de Lorena.

 

AVÔ

Segundo Celso Pedro Luft, em O Romance das Palavras (Ática, 1996), o português não tirou diretamente do latim avu(m), mas de um diminutivo carinhoso, aviolu(m) – avozinho. Aviolu-> avôo > avô. Nessa linha viriam também “abavô” ou tetravô, que é o pai do tataravô (ou trisavô), por sua vez pai do bisavô.

 

TIA

Vem do grego o antepassado identificado como o gerador de “tia”. Gabriel Perissé, em Palavras e Origens (Editora Mandruvá), lembra que Theia era a mãe do Sol e da Lua para os gregos, mulher de Hiperion. O casal era irmão de Cronos e Rhea, pais de Zeus. Passou a nomear não só a tia de Zeus como todas as demais.

 

MARIDO E ESPOSA

O latim maritus veio de um termo antigo para “macho” em Roma, mas. Nomeava o marido na Antiguidade, mas existia também o equivalente feminino, maritas, para a mulher casada. A palavra “esposa” veio de sponsam (prometida), originalmente, a noiva.

 

IRMÃO

Germanum em latim significava “legítimo”, lembra Silveira Bueno em Estudos de Filologia Poertuguesa (1946). Fratus germanus, o irmão legítimo. Os graus de parentescos eram muitos – e frouxos. Era preciso distinguir o herdeiro dos bastardos. Fratus germanus perdeu o substantivo, mas conservou o sentido: a sissemia (os termos tem significado em dupla e outro, isolados) perde um dos vocábulos dada a extensão.

Fonte: Revista Língua Portuguesa

 

 

 

Nomes de santos batizam 12% das cidades
Origem dos termos relativos a joias
Barriga-verde, carioca, gaúcho, etc.
Blu-ray e Bluetooth
A origem da língua portuguesa
A origem da expressão Ave, Maria
Segurar vela, Vira-lata e Coroa
Quaresma
A origem dos dicionários
O que é a Lingüística
Origem de eleição, vereador, prefeito ..
Origem dos nomes dos carros
Utopia, Saudade, Dar Zebra
Cavalo da Chuva, Fulano, Tchê e Páscoa
 
Roger Tavares - Todos os direitos reservados © Desenvolvido por iPoomWeb