39546  ACESSOS

ETIMOLOGIA

 

A expressão TIRAR O CAVALO DA CHUVA: no interior, o meio de transporte mais utilizado era o cavalo. Além de não enguiçar nem parar por falta de combustível, o cavalo tinha a vantagem de deixar clara a intenção do visitante na chegada: se ele amarrasse o bicho na frente da casa, sinal de permanência breve; se levasse para um lugar protegido da chuva e do sol, podia botar água no feijão, o moço iria demorar. Na primeira hipótese, se o anfitrião pegasse gosto da prosa, quando a visita ameaçava se levantar para partir, o dono da casa dizia: “Pode tirar o cavalo da chuva!”, ou seja, pode levar sua montaria para um local abrigado que você ainda vai demorar. Depois, o sentido se ampliou para desistir de um propósito qualquer e, para muita gente, o cavalo ganhou um diminutivo irônico e virou “cavalinho”. (Fonte: A Casa da Mãe Joana, Editora Campus).

 

 

A palavra FULANO vem do árabe FULAN (alguém). Beltrano veio de Beltrão, transformado para rimar com Fulano (em espanhol, Beltrão é Beltrano). Sicrano ninguém sabe ao certo de onde veio. (Fonte: A casa da mãe Joana, Editora Campus).

 

 

TCHÊ – do espanhol CHE, interjeição utilizada para chamar pessoas ou animais. Serve também para expressar admiração ou espanto. Tem duas variantes no Brasil meridional: CHÉ e CHÊ. O escritor regionalista João Simões Lopes Neto utiliza o vocábulo com o significado de assombro, em sua famosa obra CONTOS GAUCHESCOS e LENDAS DO SUL: “E quando parei e os dois vultos se chegaram, conheci que eram o meu general e o coronel Onofre. E desarmados, Che!”. (Fonte: De Onde Vêm As Palavras, A Girafa Editora).

 

 A palavra PÁSCOA vem do hebraico pessach, denominação da festa anual que pastores nômades faziam para celebrar a chegada da primavera, bem antes de Moisés liderar os hebreus na fuga do Egito, onde viviam escravizados. Como aquele acontecimento representou a libertação de um povo inteiro, os cristãos adotaram o mesmo nome para designar a festa celebrada na ressurreição de Jesus Cristo. A Páscoa não cai numa data fixa porque, de acordo com o ano litúrgico, é celebrada sempre no primeiro domingo depois da lua cheia do equinócio de março. (fonte: De Onde Vêm as Palavras, A Girafa Editora)

Nomes de santos batizam 12% das cidades
Origem dos termos relativos a joias
Barriga-verde, carioca, gaúcho, etc.
Blu-ray e Bluetooth
A origem da língua portuguesa
Termos familiares: a origem
A origem da expressão Ave, Maria
Segurar vela, Vira-lata e Coroa
Quaresma
A origem dos dicionários
O que é a Lingüística
Origem de eleição, vereador, prefeito ..
Origem dos nomes dos carros
Utopia, Saudade, Dar Zebra
 
Roger Tavares - Todos os direitos reservados © Desenvolvido por iPoomWeb