38791  ACESSOS

LIVRO DA SEMANA

 

Testemunhas da história

Sai no Brasil a coletânea "O Grande Livro do Jornalismo", organizada por Jon E. Lewis, com 55 textos clássicos do jornalismo

                                                      

Anos mais tarde, os historiadores levantam o pó dos fatos e, comparando teorias e contextos, dissecam um acontecimento ou época.

Mas, para se ter uma sensação de como os contemporâneos de um fato o viram, aquele valioso "calor da hora", os jornais ainda são imbatíveis.

É o que se percebe em O Grande Livro do Jornalismo (José Olympio, 378 páginas, R$ 49), uma coletânea de 55 reportagens assinadas por mestres da escrita e do jornalismo que funcionam como um passeio a algumas impressões de primeira hora que o mundo teve de si mesmo.

O texto que abre a coletânea é Um Homem é Guilhotinado em Roma, escrito pelo romancista Charles Dickens em 1845, numa passagem do escritor pela Itália. Planejado para o jornal Daily News, que o próprio Dickens havia ajudado a fundar, acabou saindo direto no livro Pictures from Italy. O que a encerra é O Relógio Marcava 7h55 - Precisamente o Momento em que o Míssil Explodiu, do jornalista especializado na cobertura do Oriente Médio Robert Fisk. Um relato curto e brutal do início dos bombardeios a Bagdá, em março de 2003, visto do chão, do arrasado solo iraquiano.

Entre um texto e outro, em ordem cronológica, cinco dezenas de relatos impregnados de sentido de urgência. Durante a guerra entre Espanha e Estados Unidos, em 1899, Stephen Crane, autor de O Emblema Rubro da Coragem, tem a sorte - que, ele confessa, na época considerou azar - de estar junto a um grupo de fuzileiros incumbido de manter a sinalização náutica na baía de Guantánamo sob fogo cerrado. Quando um terremoto varre São Francisco do mapa em 1906, o romancista Jack London, de O Lobo do Mar e O Chamado da Floresta, está na cidade para servir de testemunha e correspondente para o Colliers Weekly.

À medida que o século 20 avança e o jornalismo se profissionaliza, somem da coletânea os repórteres bissextos e jornalistas de profissão assumem a autoria dos principais depoimentos e textos - sem que se perca o sentido de presença e urgência que faz o charme do livro. O correspondente John Gunther publica em 1940 um perfil detalhado do então chanceler alemão Adolf Hitler. Relman Morin cobre, em 1957, a tensão da primeira experiência americana de integração escolar entre brancos e negros. O americano Richard Harding Davis narra o exército alemão invadindo a Bélgica como um turbilhão, durante o início da I Guerra Mundial e o também americano William L. Shirer vê a rendição francesa às tropas alemãs em junho de 1940, já na II Guerra.

Organizado pelo antologista e crítico Jon E. Lewis, o conjunto do livro não é isento de falhas. A principal é a ausência de um breve comentário biográfico sobre os autores - presente em alguns textos e em outros não. É bom saber também que algumas das histórias do livro não estão lá completas - e em alguns casos não são novas. Há um trecho do clássico Hiroshima, de John Hersey, já publicado na íntegra pela Companhia das Letras no Brasil, bem como o excerto Morte no Topo do Mundo, de Jon Krakauer, parte do best-seller No Ar Rarefeito, também já publicado integralmente.

CARLOS ANDRÉ MOREIRA

 

 

Editora lança Box de Guimarães Rosa
O homem que venceu Auschwitz
O Hipnotista
O dia da caça
Os últimos soldados da guerra fria
Fliz por nada de Martha Medeiros
Vozes da Legalidade
Liberdade de Jonathan Franzen
Retalhos da Alma de Onélio Chagas
Para salvar uma vida
Alfabetização e linguistica
Vivendo em voz alta
O 11º Mandamento
Vermelho Amargo
Narrar por Escrito
Caçando Eichmann
Livros mais vendidos em 2010
Um homem misterioso
LOBÃO: 50 anos a mil
O filósofo e o imperador
Elite da Tropa 2
As canções de Toquinho
Sidney Sheldon: Depois da Escuridão
Desgracida de Dalton Trevisan
Conversa sobre o tempo
1822, de Laurentino Gomes
O palácio de inverno
O Aleph
Pelé - minha vida em imagens
Livro dos Sonhos
Invisível, de Paul Auster
O Mundo das Copas
501 grandes escritores
A obra completa de José Paulo Paes
Música Mundana
As melhores seleções
A guardiã da meia-noite
Livros sobre Adoniran Barbosa
Como se tornar o pior aluno da escola
Bíblia tem site que ajuda na pesquisa
A vida de Wilson Simonal
Americano lança biografia de Lispector
O Símbolo Perdido sai com 800 mil cópias
Padre Cícero
Chico Buarque: Histórias de Canções
A Hospedeira
Conversando é que a gente se entende
Feijoada no Paraíso
Sepulcro, de Kate Mosse
O símbolo perdido de Dan Brown
Uma gota de sangue
A VOLTA
Dicionário Lula
O Garoto no Convés
'Noturno'
O Leitor Apaixonado, de Ruy Castro
"Fala sério, pai!" de Thalita Rebouças
O Caderno: novo livro de Saramago
A Auto-estrada
Gomorra
L&PM lança coleção
Formaturas Infernais
A vida e obra de Walt Disney
ALBERTO SANTOS-DUMONT
A Dama Azul
Os 11 maiores técnicos do futebol
Luiz de Miranda lança livro
Sua resposta vale um bilhão
O Leitor
Crepúsculo
1808, A Cabana, A Viagem do Elefante e +
A viagem do elefante
Poeta, mostra a tua cara
A Cabana e O Vendedor de Sonhos
Uma breve história do séc XX
As guerras dos gaúchos
O homem que queria salvar o mundo
O livro das citações
211 coisas para meninos e meninas
Maravilhoso Livro das Meninas
Um defeito de cor
Infiel
A Sombra do Vento
Almanaque sobre Machado de Assis
A menina que roubava livros
O CAÇADOR DE PIPAS vira filme
CAMAQUÃ TERRA FARROUPILHA
 
Roger Tavares - Todos os direitos reservados © Desenvolvido por iPoomWeb