39551  ACESSOS

PORTUGUÊS E POESIA

 

 

CAMAQUENSES SE DESTACAM EM CONCURSO

DE REDAÇÃO DA ZERO HORA

 

Estive conversando com os dois camaquenses finalistas do concurso redAÇÃO ZH, promovido pelo jornal Zero Hora e Unificado. A redação tinha como tema o trote universitário e teve mais de três mil inscritos, ficando para a 2ª fase apenas os 300 melhores classificados.

 

Um dos jovens de nossa cidade é a simpática ANA LUISA FERRÃO (foto abaixo), que tem 16 anos e é aluna do Centro de Ensino Pastor Dohms .

 

                                                   ANA LUISA

 

Ana destaca que poucos alunos da escola se inscreveram no concurso de redação e que, após o apoio que recebeu do seu professor de Língua Portuguesa, César Diniz, ela resolveu consolidar sua inscrição.

“Fiquei surpresa com a classificação, pois depois que mostrei a redação para o professor, ele fez algumas observações e me apoiou, mas não fiquei muito confiante, mesmo assim mandei-a, disse a jovem escritora.

Ana, além de cursar o 3º ano do ensino médio, também faz cursinho e pretende seguir Odontologia. Ela também gosta de jogar futebol, handebol, ver filmes e ler as crônicas de Martha Medeiros.

Ler bastante e escrever muito para se diferenciar dos demais é o conselho deixado pela jovem.

 

 

O outro camaquense classificado é o comunicativo RAFAEL SZORTYKA (foto abaixo), também de 16 anos, e que estuda o 3º ano no Instituto de Educação Cônego Luiz Walter Hanquet.

  

                                                   A RAFAEL 
 

Rafael diz que gosta de escrever, mas que não é algo rotineiro. Ele gosta de ler prosa e poesia, e destaca como um de seus autores favoritos Erico Verissimo. Ele enfatiza que em 2007 começou a frequentar a Bilbioteca Pública Municipal e que isso foi essencial para ele. “Sempre achei bonito ver as pessoas lerem, mas tinha preguiça, preferia o videogame”, diz Rafael.

Depois de ler O Poderoso Chefão (livro que o marcou muito) e O Analista de Bagé (1º livro retirado na Biblioteca Pública), o jovem não parou mais, sempre buscando livros de diferentes raízes e escritores.

Rafael também faz cursinho, mas ainda não decidiu o que seguir na faculdade.

Quanto ao concurso, ele se inscreveu espontaneamente e não comentou com nenhum professor seu. Gosto de escrever, mas não tenho o hábito. Fiquei muito surpreso ao ver meu nome no jornal, ‘tão brincando comigo’, pensei, conta o rapaz, ao ver seu nome entre os 300 melhores do RedAÇÃO ZH.

Ele gosta muito de jogar basquete e deixa a seguinte mensagem para os jovens: aproveitem o privilégio de ter a oportunidade de estudar, pois é assim que se garante um futuro melhor, uma vida digna.

 

Os dois jovens participaram da final em Porto Alegre no sábado (16/5), sendo que os cinco vencedores recebem bolsa de estudo do cursinho Unificado.

         Parabéns Ana Luisa e Rafael!

Por Roger Tavares

 

 

Carpinejar esteve na Feira de Camaquã
31ª Feira do Livro de Camaquã
I Festa da Leitura da escola Ana Cesar
XIX Congresso Brasileiro de Poesia
Conto: O Bar do Arlindo
Turma de Letras promove Fórum
A inusitada resposta para Sant'Ana
A arroba nos endereços eletrônicos
A literatura de cordel
O menor (e melhor) conto de fadas
Escola Otto recebe exposição
Uma noite no meio dos livros
Borracharia vira biblioteca
S.O.S. São Lourenço
Morre o grande Moacyr Scliar
A dupla GRENAL e seus hinos
Vale a pena ressuscitar S. Holmes?
Profa supera deficiências p/ ensinar
Assis Brasil será secretário de cultura
O resumo do XVIII Congresso de Poesia
XVIII Congresso de Poesia em Bento
Ficção: presente e passado conquistam fã
Livros mais vendidos da semana
A universalidade de Saramago
Balanço da 30ª Feira do Livro por Catulo
Sucesso na 30ª Feira do Livro
30ª Feira do Livro
As 200 línguas do Brasil
Os campeões do ENADE
Tecnologias substituem giz e quadro
Alternativos culturais: conheça 25
A Estrada em filme
CAPOCAM 21 anos e 14ª sem. poesia
Por que as mulheres leem mais?
Morre José Mindlin
A redação nota máxima da UFRGS
Adoniran Barbosa: 100 anos
Pe. Fabio de Melo lidera vendas de Cds
Cora Coralina: grande poeta de Goiás
Feira mantém tradição, apesar da chuva
Mau tempo prejudica a Feira
Feira do Livro de Camaquã 2009
Célia Ribeiro dá dicas para autores
55ª Feira do Livro de Porto Alegre
Jornada Literária de Passo Fundo
XVII Congresso de Poesia
Ganymédes José, um grande autor
Feira do Livro de São Lourenço do Sul
Um recanto para a poesia
A arca das letras
Pouca idade, muita vontade
Vinte anos sem Raul Seixas
Frases de jogadores de futebol
100 anos da morte de Euclides da Cunha
Thedy Corrêa prestigia Feira de Chuvisca
A 3ª Feira do Livro da Chuvisca
O mito Michael Jackson
O humor de Danilo Gentili do CQC
Camaquã recebe homenagem em poesia
Melhores sites p/ compra e troca livros
Invista na leitura!
Brincadeiras com eufemismos
Reforma ortográfica: não engula...
Novas regras ortográficas em 2009
Nova casa para os livros
15º Açorianos de Literatura
Os livros mais vendidos da semana
Congresso entrega livros
A campeã gaúcha do ENEM
A religião da gramática
Memória daquela juventude
Humor nos anos 50
Versões de ditados populares
Os 100 anos de Cartola
Congresso Brasileiro de Poesia
Dicas para uma boa escrita
Millôr: 85 anos
A importância de não saber e saber
A diferença entre mitos e lendas
A história de Paulo Coelho
O hilário Barão de Itararé
A Jangada de Pedra, por Diego S.Fehlberg
Baudelaire, por Diego S. Fehlberg
Erico e o vento intertextual
Escritores mais admirados
Morre Zélia Gattai
Humor: Um Dia de Merda
Erro de ortografia
Diego S. Fehlberg
 
Roger Tavares - Todos os direitos reservados © Desenvolvido por iPoomWeb