39551  ACESSOS

PORTUGUÊS E POESIA

 

A 30ª EDIÇÃO DA FEIRA DO LIVRO DE SÃO LOURENÇO DO SUL

     A belíssima cidade, localizada as margens da Lagoa dos Patos, não tem somente encantos naturais. Ela também proporciona aos moradores e visitantes uma bela Feira do Livro que, neste ano, chegou a sua trigésima edição.

     O evento foi realizado de 01 a 04 de outubro, na praça Dedê Serpa, onde artistas, músicos, alunos, poetas e escritores mostraram todo seu talento. O patrono de 2009 foi o escritor, pesquisador e professor Juremir Machado da Silva que compareceu para abrilhantar ainda mais a feira.

     Durante toda a programação, cerca de 10 livros foram lançados, dentre eles: Memória e Patrimônio: ensaios sobre a diversidade cultural e Fotografia e Memória - ensaio de Francisca Ferreira Michelon e Francine Silveira Tavares; Das Malhas da Feiticeira de Sérgio L. Padilha; Continuidade de lás voses de Cléia Dröse; Dom Feliciano 117 anos da Imigração: História e Cultura Polonesa de Márcio Rosiak; Poesia das Sete Mulheres de autoras camaquenses; Ser Criança de Rosângela S. Pires; A Bruxa Gorducha e a Vassoura Magricela de Catulo Fernandes; O Poema é uma Criança Desobediente de Alvaro Santestevan e Argentina en Versos y Prosas também de Cléia Dröse.

     Além dos vários estandes de livrarias e expositores locais, o ônibus com a Biblioteca Móvel estava presente: o veículo é uma extensão da Biblioteca Pública e percorre eventos e bairros durante todo ano, mediante agendamento.

     De Camaquã, expondo seus livros em São Lourenço, estavam a Livraria NTC, o Sebo Dom Quixote e a Casa do Poeta Camaquense.

     Para Gilmar Pinheiro, coordenador de cultura e responsável pelo evento "a feira mudou a concepção e o formato e ficou mais atrativa. A população disse que o evento estava bom e o público superou as expecativas".

     Dona da Livraria Laguna e expositora há 16 anos, Gladis disse que a feira estava melhor que nos outros anos, pelo fato de que foi ampliada e, mesmo com mais concorrência, as vendas aumentaram bastante. Um dos livros mais vendidos no seu estande tinha como autor o patrono da feira, bem como venderam muito os infanto-juvenis. Para Maisa e Julio Abel da Livros & Cia, a organização foi boa e o evento estava muito bom. Eles ressaltaram que este ano a prefeitura disponibilizou internet na feira e isso facilitou a pesquisa de livros para os clientes. Segundo eles, os livros mais vendidos também foram os infanto-juvenis e A Cabana.

     São Lourenço do Sul está de parabéns pela organização de mais esta belíssima Feira do Livro!

por Roger Tavares

 

 

    

Carpinejar esteve na Feira de Camaquã
31ª Feira do Livro de Camaquã
I Festa da Leitura da escola Ana Cesar
XIX Congresso Brasileiro de Poesia
Conto: O Bar do Arlindo
Turma de Letras promove Fórum
A inusitada resposta para Sant'Ana
A arroba nos endereços eletrônicos
A literatura de cordel
O menor (e melhor) conto de fadas
Escola Otto recebe exposição
Uma noite no meio dos livros
Borracharia vira biblioteca
S.O.S. São Lourenço
Morre o grande Moacyr Scliar
A dupla GRENAL e seus hinos
Vale a pena ressuscitar S. Holmes?
Profa supera deficiências p/ ensinar
Assis Brasil será secretário de cultura
O resumo do XVIII Congresso de Poesia
XVIII Congresso de Poesia em Bento
Ficção: presente e passado conquistam fã
Livros mais vendidos da semana
A universalidade de Saramago
Balanço da 30ª Feira do Livro por Catulo
Sucesso na 30ª Feira do Livro
30ª Feira do Livro
As 200 línguas do Brasil
Os campeões do ENADE
Tecnologias substituem giz e quadro
Alternativos culturais: conheça 25
A Estrada em filme
CAPOCAM 21 anos e 14ª sem. poesia
Por que as mulheres leem mais?
Morre José Mindlin
A redação nota máxima da UFRGS
Adoniran Barbosa: 100 anos
Pe. Fabio de Melo lidera vendas de Cds
Cora Coralina: grande poeta de Goiás
Feira mantém tradição, apesar da chuva
Mau tempo prejudica a Feira
Feira do Livro de Camaquã 2009
Célia Ribeiro dá dicas para autores
55ª Feira do Livro de Porto Alegre
Jornada Literária de Passo Fundo
XVII Congresso de Poesia
Ganymédes José, um grande autor
Um recanto para a poesia
A arca das letras
Pouca idade, muita vontade
Vinte anos sem Raul Seixas
Frases de jogadores de futebol
100 anos da morte de Euclides da Cunha
Thedy Corrêa prestigia Feira de Chuvisca
A 3ª Feira do Livro da Chuvisca
O mito Michael Jackson
O humor de Danilo Gentili do CQC
Camaquenses são destaque no RedAÇÃO ZH
Camaquã recebe homenagem em poesia
Melhores sites p/ compra e troca livros
Invista na leitura!
Brincadeiras com eufemismos
Reforma ortográfica: não engula...
Novas regras ortográficas em 2009
Nova casa para os livros
15º Açorianos de Literatura
Os livros mais vendidos da semana
Congresso entrega livros
A campeã gaúcha do ENEM
A religião da gramática
Memória daquela juventude
Humor nos anos 50
Versões de ditados populares
Os 100 anos de Cartola
Congresso Brasileiro de Poesia
Dicas para uma boa escrita
Millôr: 85 anos
A importância de não saber e saber
A diferença entre mitos e lendas
A história de Paulo Coelho
O hilário Barão de Itararé
A Jangada de Pedra, por Diego S.Fehlberg
Baudelaire, por Diego S. Fehlberg
Erico e o vento intertextual
Escritores mais admirados
Morre Zélia Gattai
Humor: Um Dia de Merda
Erro de ortografia
Diego S. Fehlberg
 
Roger Tavares - Todos os direitos reservados © Desenvolvido por iPoomWeb