38791  ACESSOS

PORTUGUÊS E POESIA

 

A INCRÍVEL HISTÓRIA DE PAULO COELHO

Paulo Coelho - um escritor universal que alcançou a astronômica marca de 100 milhões de livros vendidos e a façanha de ser o autor vivo mais traduzido de todo o Planeta.

                                                

O escritor brasileiro PAULO COELHO nasceu em 1947, na cidade do Rio de Janeiro. Antes de dedicar-se inteiramente à literatura, trabalhou como diretor e ator de teatro, compositor e jornalista.

PAULO COELHO escreveu letras de música para alguns dos nomes mais famosos da musica brasileira, como Elis Regina e Rita Lee. Seu trabalho mais conhecido, porém, foram as parcerias musicais com Raul Seixas, que resultou em sucessos como Eu nasci há dez mil anos atrás, Gita, Al Capone, entre outras 60 composições com o grande mito do rock no Brasil.

Seu fascínio pela busca espiritual, que data da época em que, como hippie, viajava pelo mundo, resultou numa série de experiências em sociedades secretas, religiões orientais, etc.

Em 1982, editou ele mesmo seu primeiro livro, Arquivos do Inferno, que não teve qualquer repercussão. Em 1985, participou do livro O Manual Prático do Vampirismo, que mais tarde mandou recolher, por considerar, segundo suas próprias palavras, ""de má qualidade"".

Em 1986, PAULO COELHO fez a peregrinação pelo Caminho de Santiago, cuja experiência seria descrita em O Diário de um Mago. No ano seguinte (1988), publicou O Alquimista, que - apesar de sua lenta vendagem inicial, o que provocou a desistência do seu primeiro editor - se transformaria no livro brasileiro mais vendido em todos os tempos. Outros títulos incluem Brida (1990), As Valkírias (1992), Na margem do rio Piedra eu sentei e chorei (1994), a coletânea das melhores colunas publicadas na Folha de São Paulo, Maktub (1994), uma compilação de textos seus em Frases (1995), O Monte Cinco (1996), O Manual do Guerreiro da Luz (1997), Veronika decide morrer (1998), O demônio e a Srta. Prym (2000), a coletânea de contos tradicionais em Histórias para pais, filhos e netos (2001), Onze Minutos (2003), O Zahir (2005), A Bruxa de Portobello (2006) e a compilação de textos Ser como o rio que flui (2006), que está publicado apenas em alguns países.

Fez também a adaptação de O dom supremo (Henry Drummond) e Cartas de Amor de um Profeta (Khalil Gibran).

PAULO COELHO vendeu, até hoje, um total de 100 milhões de exemplares e, de acordo com a revista americana "Publishing Trends", foi o autor mais vendido do mundo em 2003, com o livro Onze Minutos - apesar do livro ainda não ter sido lançado nos Estados Unidos, Japão, e mais dez países (o lançamento ocorreu apenas em 2004). Também na lista de "Publishing Trends", O Alquimista se encontra em sexto lugar de vendas mundiais em 2003. Onze Minutos atingiu o primeiro lugar em todos os países onde foi lançado, exceto Inglaterra, onde ficou em segundo lugar. O Zahir, publicado em 2005, ficou em terceiro lugar da lista dos mais vendidos da Publishing Trends, abaixo do Código da Vinci e Anjos e demônios, de Dan Brown.

O Alquimista é um dos mais importantes fenômenos literários do século XX. Chegou ao primeiro lugar da lista dos mais vendidos em 18 países, e vendeu, até o momento, 30 milhões de exemplares.

Seu trabalho está traduzido para 67 idiomas e editado em mais de 150 países.

PAULO COELHO é:

·    Mensageiro da Paz da ONU

·    Embaixador da União Européia para o Diálogo Intercultural para o ano de 2008

·    Membro do Board do Instituto Shimon Peres Para a Paz

·    Conselheiro Especial da UNESCO para "Diálogos Interculturais e convergências espirituais”

·    Membro da diretoria da Schwab Foundation for Social Entrepreneurship

·    Membro da Academia Brasileira de Letras

 

Principais prêmios e condecorações:

·    Distinction of Honour from the City of Odense (Hans Christian Andersen Award) (Denmark 2007)

·    Las Pergolas Prize 2006 by the Association of Mexican Booksellers (ALMAC) (Mexico 2006)

·    “I Premio Álava en el Corazón" (Espanha, 2006)

·    “Wilbur Award” (Estados Unidos, 2006)

·    Premio Kiklop pelo O Zahir na categoria “Hit of the Year” (Croácia, 2006)

·    Premio “DirectGroup Inrternational Author” (Alemanha 2005)

·    “Goldene Feder Award” (Alemanha, 2005)

·    “The Budapest Prize” (Hungria, 2005)

·    “Order of Honour of Ukraine” (Ucrânia, 2004)

·    "Order of St. Sophia" (Ucrânia, 2004)

·    “Nielsen Gold Book Award" pelo O Alquimista (Inglaterra, 2004)

·    Premio “Ex Libris Award” pelo o livro Onze Minutos (Serbia, 2004)

·    Premio “Golden Bestseller Prize” do jornal "Večernje Novosti" (Serbia, 2004)

·    Oficial de Artes e Letras (França, 2003)

·    Premio Bambi de Personalidade Cultural do Ano (Alemanha, 2001)

·    Premio Fregene de Literatura (Itália, 2001)

·    "Crystal Mirror Award" (Polônia, 2000)

·    "Chevalier de L"Ordre National de la Legion d"Honneur" (França, 2000)

·    “Golden Medal of Galicia” (Espanha, 1999)

·    "Crystal Award" World Economic Forum (1999)

·    "Comendador de Ordem do Rio Branco" (Brasil, 1998)

·    Finalista para o "International IMPAC Literary Award" (Irlanda, 1997)

·    "Golden Book" (Yugoslavia "95, "96, "97, "98)

·    “Super Grinzane Cavour Book Award” (Itália, 1996)

·    "Flaiano International Award" (Itália "96)

·    "Knight of Arts and Letters" (França "96)

·    "Grand Prix Litteraire Elle" (França/95)

 

Destaques

PAULO COELHO entrou para o Guinness Book of Records como o autor que mais assinou livros em edições diferentes (dia 9 de Outubro 2003, Feira do Livro de Frankfurt).

Uma comunidade norueguesa, Arendal, deu o livro O Alquimista a todos os funcionários públicos, como maneira de estimular um novo tipo de pensamento.

Vários cursos de MBA, como The Graduate School of Business of the University of Chicago recomenda O Alquimista no seu currículo de leitura. Também foi adotado em escolas da França, Itália, Portugal, Brasil, Taiwan, Estados Unidos, e Espanha, entre outros países.

A edição ilustrada de O Alquimista, feita pelo desenhista Moebius, já foi publicada em vários países.

O livro O Alquimista está adotado em escolas de mais de trinta países. França, Argentina, México, Espanha, tem edições especiais para alunos.

PAULO COELHO conseguiu ter três títulos ao mesmo tempo nas listas de mais vendidos na França, Brasil, Polônia, Suíça, Áustria, Argentina, Grécia, Croácia, Rússia.

Sua Santidade o Papa João Paulo II recebeu o autor no Vaticano, em 1998.

O Fórum Econômico Mundial distinguiu o autor com o seu premio mais importante, o Crystal Award.

PAULO COELHO tem uma coluna semanal em O Globo, e vários jornais brasileiros e estrangeiros. No mês de março 2000 o governo francês concedeu ao autor sua mais prestigiosa distinção, "Chevalier de L"Ordre National de la Legion d"Honneur".

No mês de Janeiro 2001, passou a fazer parte da Diretoria da Schwab Foundation for Social Entrepreneurship, que distingue projetos voltados para a responsabilidade social.

A vida de Paulo Coelho já foi tema de documentários para a TV irlandesa (Seven Days - a Journey with Paulo Coelho), Japonesa (The road of Kumano em fevereiro, The Road of Santiago em setembro), Canal People & Arts (Paulo Coelho, o alquimista da palavra), A&E Mundo, TV Prima, entre outros.

Em 2005 o Hotel Bristol dedicou a Paulo Coelho o seu chocolate quente com laranja. Essa homenagem veio do fato do autor ter mencionado o hotel em seu mais recente livro O Zahir.

Em Março de 2006, o autor iniciou uma peregrinação que o levou a percorrer novamente o Caminho de Santiago de Compostela dando autógrafos surpresa em algumas cidades. Nos noventa dias seguintes, o autor viajou pelo o mundo e fez a famosa viagem no trem Transiberiano até Vladivostock. Durante essa comemoração de seus vinte anos do Caminho de Santiago de Compostela, o autor permaneceu em contato com os seus leitores através de seu blog Encontros no Caminho - Novo Diário de Um Mago.

Deste primeiro blog Paulo Coelho expandiu sua presença na internet com blogs diários no portal do G1, em Wordpress, no Myspace e no Facebook. Ele também está presente em sites de media como Youtube e Flickr oferecendo assim a seus leitores não somente textos mas também vídeos e fotografias.

Seu fascínio pela internet lhe inspirou um novo e original projeto: A Bruxa Experimental. O autor decidiu convidar seus leitores a adaptar para as telas de cinema seu livro “A Bruxa de de Portobello”. Você ainda pode se inscrever!

Paulo Coelho é também o primeiro autor de renome internacional a apoiar ativamente a distribuição on-line gratuita de sua obra.

Em 2006, PAULO COELHO lançou uma coletânea de contos, opiniões e idéias sob o titulo Ser como o rio que flui, baseada em suas colunas de jornal. Este livro será lançado na maioria dos paises apenas em 2008, já que “A Bruxa de Portobello”, seu novo romance, foi publicado no mundo inteiro em 2007.

 Fonte: www.paulocoelho.com.br/port/

 

 

 

Carpinejar esteve na Feira de Camaquã
31ª Feira do Livro de Camaquã
I Festa da Leitura da escola Ana Cesar
XIX Congresso Brasileiro de Poesia
Conto: O Bar do Arlindo
Turma de Letras promove Fórum
A inusitada resposta para Sant'Ana
A arroba nos endereços eletrônicos
A literatura de cordel
O menor (e melhor) conto de fadas
Escola Otto recebe exposição
Uma noite no meio dos livros
Borracharia vira biblioteca
S.O.S. São Lourenço
Morre o grande Moacyr Scliar
A dupla GRENAL e seus hinos
Vale a pena ressuscitar S. Holmes?
Profa supera deficiências p/ ensinar
Assis Brasil será secretário de cultura
O resumo do XVIII Congresso de Poesia
XVIII Congresso de Poesia em Bento
Ficção: presente e passado conquistam fã
Livros mais vendidos da semana
A universalidade de Saramago
Balanço da 30ª Feira do Livro por Catulo
Sucesso na 30ª Feira do Livro
30ª Feira do Livro
As 200 línguas do Brasil
Os campeões do ENADE
Tecnologias substituem giz e quadro
Alternativos culturais: conheça 25
A Estrada em filme
CAPOCAM 21 anos e 14ª sem. poesia
Por que as mulheres leem mais?
Morre José Mindlin
A redação nota máxima da UFRGS
Adoniran Barbosa: 100 anos
Pe. Fabio de Melo lidera vendas de Cds
Cora Coralina: grande poeta de Goiás
Feira mantém tradição, apesar da chuva
Mau tempo prejudica a Feira
Feira do Livro de Camaquã 2009
Célia Ribeiro dá dicas para autores
55ª Feira do Livro de Porto Alegre
Jornada Literária de Passo Fundo
XVII Congresso de Poesia
Ganymédes José, um grande autor
Feira do Livro de São Lourenço do Sul
Um recanto para a poesia
A arca das letras
Pouca idade, muita vontade
Vinte anos sem Raul Seixas
Frases de jogadores de futebol
100 anos da morte de Euclides da Cunha
Thedy Corrêa prestigia Feira de Chuvisca
A 3ª Feira do Livro da Chuvisca
O mito Michael Jackson
O humor de Danilo Gentili do CQC
Camaquenses são destaque no RedAÇÃO ZH
Camaquã recebe homenagem em poesia
Melhores sites p/ compra e troca livros
Invista na leitura!
Brincadeiras com eufemismos
Reforma ortográfica: não engula...
Novas regras ortográficas em 2009
Nova casa para os livros
15º Açorianos de Literatura
Os livros mais vendidos da semana
Congresso entrega livros
A campeã gaúcha do ENEM
A religião da gramática
Memória daquela juventude
Humor nos anos 50
Versões de ditados populares
Os 100 anos de Cartola
Congresso Brasileiro de Poesia
Dicas para uma boa escrita
Millôr: 85 anos
A importância de não saber e saber
A diferença entre mitos e lendas
O hilário Barão de Itararé
A Jangada de Pedra, por Diego S.Fehlberg
Baudelaire, por Diego S. Fehlberg
Erico e o vento intertextual
Escritores mais admirados
Morre Zélia Gattai
Humor: Um Dia de Merda
Erro de ortografia
Diego S. Fehlberg
 
Roger Tavares - Todos os direitos reservados © Desenvolvido por iPoomWeb