38777  ACESSOS

CRÔNICA

 

PIADAS PARA ADOÇAR A VIDA

MÉDICOS

Três médicos estão contando casos de reimplante de membros em seus respectivos países: um alemão, um russo e um brasileiro. O médico alemão: - Tivemos um jogador de futebol do Munich que perdeu uma perna em um desastre de automóvel. Usamos nossa sofisticadíssima técnica de reimplante Auschwitzmember e hoje ele é o artilheiro do time! O médico russo: - Pois conosco foi um jogador de vôlei que perdeu um braço. Usamos a técnica soviética Bolsheviknyetnyet de reimplante e hoje ele joga na seleção! O médico brasileiro: - No nosso caso um homem teve a cabeça decepada. Usamos a técnica verdeamarela chamada Jeitim, implantamos uma abóbora e enchemos de mer*da. - Fantástico. É atleta o paciente? - Não, por enquanto é governador, mas já é candidato a presidente!!

CAIPIRAS

Dois caipiras chegam na capital. tavam morrendo de fome e entram num restaurante chique. Não sabendo o que pedir, resolvem imitar o rico que estava na mesa ao lado. O rico da mesa pede uma entrada, os dois caipiras: - garçom, pra nois também... - o rico pede um prato lá todo especial, os dois caipiras: - garçom, pra nois também... - o rico resolve repetir o prato, os dois caipiras: - garçom, pra nois também...- Vai indo assim e os caipiras ainda tão morrendo de fome. O rico termina e diz ao garçom: poderia arrumar-me um engraxate? Os dois caipiras: - garçom, pra nois também... - o rico ouvindo isto diz aos caipiras: - olhe, meus amigos, eu creio que um engraxate dá para nos três... - Os caipiras imediatamente: - Não senhor !! o senhor come o seu que a gente come o nosso!!

VELHINHO

Um homem de 80 anos está sentado num banco de jardim, chorando copiosamente. Um moço, passando pelo local, fica comovido com a cena e sentase ao seu lado, resolvendo puxar assunto: - O que o aflige, senhor? - Estou apaixonado por uma moça de 22 anos... - E o que há de mal nisso? O senhor não é correspondido? - Claro que sim. Não é o que você está pensando. Moramos juntos, eu e ela, que é lindíssima. Toda manhã, antes de ela ir ao trabalho, nós transamos. Na hora do almoço, ela volta para casa, nós transamos de novo, e ela me prepara um dos meus pratos preferidos. De tarde, se ela tem tempo, ela volta para casa e me faz uma felação, e olha que ela entende do assunto! Finalmente, quando chega a noite, voltamos para o nosso ninho de amor e transamos a noite toda... - Então eu não entendo. Parece-me que vocês estão vivendo uma relação perfeita. Por que o senhor está chorando? - Esqueci onde eu moro!

CASAL

João e Maria eram casados. Um dia Maria saiu de casa e voltou umas 3 da manhã. João começou a mexer nas coisas de Maria e encontrou um colar de diamantes. - Maria o que é isso? - Ganhei no bingo. João não quis acreditar mas engoliu a desculpa. No outro dia Maria chegou tarde e novamente com uma jóia, João voltou a perguntar onde tinha conseguido. - É minha semana de sorte, respondeu Maria. João ficou indignado. Mais indignado ficava quando ela chegava a cada dia com uma jóia e falava que havia ganho no bingo. Um dia Maria estava tomando banho para ir ao bingo e acabou a água. - João trás água pra eu acabar de tomar banho. João veio com a água em um copo e entregou para ela que retrucou: - Mas como eu vou me lavar só com um copinho d'água? João respondeu: - Lava só a cartela!!!

 

 

Dentro de um abraço, de Martha Medeiros
Espelho mágico
Ele é mesmo imortal
Pastelzinho de amanhã
Tribo nossa de cada idade
Viagem intergaláctica
Quindim e merengue
Cria Atividade
A tristeza permitia de Martha Medeiros
Tratado sobre a paixão literária
O bate-estaca do Chevettão 75
Francamente, senhor Wilde
Tragédias anunciadas
Brincando de Blog
Coitadinhos dos nossos ouvidos
O amor deixa muito a desejar, por Jabor
Garota de Subúrbio
Tiririca da vida?
Para se roubar um coração
Saudade nenhuma de mim
O futebol e os brasileiros
Por uma vida sustentável
Alunos apáticos, escola idem.
Os desafios da biblioteca na nova escola
35 Anos para Ser Feliz
Complexo de Guaipeca, por Carpinejar
A falta que ela me faz
Lya Luft e o ano de pensar
A elegância do comportamento
Um homem que educava pelo exemplo
Antes que a Feira do Livro desapareça!
A Última Crônica
Uma homenagem aos professores
Dos oito aos oitenta
Mais uma de Arnaldo Jabor
Curiosidades sobre o Rio Grande do Sul
Exigências da vida moderna
Moacyr Scliar: O Senhor do Anel
Sumiço de Belchior
Sentir-se amado, de Martha Medeiros
Histórias de bichos e de livros
David Coimbra, o fusca e o frio
OS 100 ANOS DO GRE-NAL
O eu invisível
O Avião
Marias-gasolina, por Martha Medeiros
O bem e o mal da internet
A língua em todas as disciplinas
A formação do cidadão
A mentira liberdade
O bom professor
O papel da escola e dos pais
O que ensinar nas aulas de Português
Beijo na boca de Martha Medeiros
Neocaipiras - de L F Verissimo
Consumismo e solidariedade no Natal
Como lidar com o diferente
Solidariedade e egoísmos
Os talentos em sala de aula
Os casamentos na praça dos livros
A maldição da norma culta
O curso de datilografia
Os pais são os culpados
Papéis invertidos
Professor de qualidade para todos
Pense nos seus professores
Uma vida de presente
Alma galponeira e peregrina
Educação ou dissecação?
Mais sombra e menos água fresca
A neutralidade como dever
As três irmãs
A vírgula - por Martha Medeiros
Avaliação não é ameaça
Somos sempre aprendentes
A reforma ortográfica
Humor: filho estudante escreve p/ pais
Crônica do amor, por Arnaldo Jabor
Tive uma idéia!
Remendar por não prevenir
Meu zeloso guardador
Não sorria, você está sendo filmado
A síndrome da notícia ruim
Mulheres do século XXI
Quase
A professora e a justiça
O universitário e o frentista
 
Roger Tavares - Todos os direitos reservados © Desenvolvido por iPoomWeb