38777  ACESSOS

CRÔNICA

 

Filho universitário escreve para seus pais:

 

Querido Pai e Querida Mãe:

Já faz três meses que estou na Universidade e sei que demorei para escrever-lhes. Agora já estou melhor. A fratura e o traumatismo craniano que tive ao pular da janela de meu quarto em chamas ao chegar aqui, estão praticamente curados. Passei só duas semanas no hospital, minha visão está quase normal e aquelas terríveis dores de cabeça só voltam uma vez por semana.

Como o incêndio foi causado por um descuido meu, teremos que pagar 50 mil dólares para a Universidade pelos danos causados, mas isso não é nada, pois o importante é que estou vivo, não é? Felizmente a empregada que trabalha na lavanderia em frente viu tudo. Aliás, foi ela quem chamou a ambulância e avisou aos bombeiros.

Ela também foi me ver no hospital e como eu não tinha para onde ir, já que meu quarto ficou reduzido a cinzas, teve a gentileza de convidar-me a passar um tempo com ela.

Na verdade é um quarto que ela aluga mas, tem sido muito agradável. Ela tem o dobro da minha idade, mãe, e tem me mostrado um outro lado da vida que é fascinante.

Jogamos baralho o dia inteiro. Altos truques! Precisa ver. É..., estamos perdidamente apaixonados e queremos casar.

Apesar de não termos ainda fixado a data, espero que seja antes que gravidez dela fique muito evidente. Pois é, queridos pais, serei papai.

Sabendo que vocês sempre quiseram ser avós, tenho certeza que acolherão muito bem as crianças (são gêmeos, uaaaaaaaaaaaaaaau!!), com o mesmo amor e carinho que me deram quando era pequeno.

A única coisa que ainda está atrapalhando o casório é uma pequena infecção que minha noiva pegou e que nos impede de fazer os exames pré-matrimoniais. Eu também, por descuido, acabei pegando, (como arde...) mas vou melhorar com o tratamento que a Nega Véia (é o apelido dela, pai) tá fazendo. Ela disse que penicilina é coisa besta e nem se compara à REZA FORTE que ela faz.

Vamos ver agora neste segundo mês... Sei que vocês a receberão no seio da nossa família, com os braços abertos.

Ela é muito amável e faz um quiabo com miúdo de galinha que é de comer ajoelhado e embora nunca tenha estudado, tem muita ambição.

Apesar dela não seguir a nossa religião, tenho certeza que vocês serão tolerantes e sei que tampouco lhes importará o fato de sua pele ser um pouco mais escura que a nossa e o cabelo meio desajeitado.

Tenho certeza que a amarão tanto quanto eu. Como ela tem mais ou menos sua idade, mamãe, tenho certeza que vocês se darão muito bem e se divertirão muito juntas, pois, como a casa onde vivemos é muito pequena, pretendo voltar para casa com toda a minha nova família.

Ah, os pais dela também são pessoas maravilhosas e parece que estão interessados em morar com a gente num futuro próximo.

Eu até mandei o dinheiro da passagem (raspei aquela poupança que vocês haviam feito pra mim aos 5 anos), mas meus futuros sogros não puderam vir este mês, porque o psiquiatra da clínica onde o pai dela trabalha como vigia resolveu internar o Nhô Zulu (é o apelido dele, pai) por problemas de alcoolismo e não lhe deu alta esta semana porque ele está ainda um pouco, digamos, brigão...

O cara não deve entender nada, né? porque em Serra Leoa, onde eles vivem, a medicina é meio fraca.

 

PAUSA PRA RESPIRAR....E TOMAR UM LEXOTAN....VOLTEM !!!

 

Agora que já sabem de tudo, é preciso que lhes diga que não ocorreu nenhum incêndio, não tive nenhum traumatismo craniano, não estive hospitalizado, não tenho noiva, não tenho sífilis e não há nenhuma imigrante africana na minha vida.

A verdade é que tirei ZERO em Física, 2 em Matemática e 1 em Biologia e quis mostrar- lhes que existem problemas bem mais complicados na vida que notas baixas.

 

Um beijo do seu filho

 

 

Dentro de um abraço, de Martha Medeiros
Espelho mágico
Ele é mesmo imortal
Pastelzinho de amanhã
Tribo nossa de cada idade
Viagem intergaláctica
Quindim e merengue
Cria Atividade
A tristeza permitia de Martha Medeiros
Tratado sobre a paixão literária
O bate-estaca do Chevettão 75
Francamente, senhor Wilde
Tragédias anunciadas
Brincando de Blog
Coitadinhos dos nossos ouvidos
O amor deixa muito a desejar, por Jabor
Garota de Subúrbio
Tiririca da vida?
Para se roubar um coração
Saudade nenhuma de mim
O futebol e os brasileiros
Por uma vida sustentável
Alunos apáticos, escola idem.
Os desafios da biblioteca na nova escola
35 Anos para Ser Feliz
Complexo de Guaipeca, por Carpinejar
A falta que ela me faz
Lya Luft e o ano de pensar
A elegância do comportamento
Um homem que educava pelo exemplo
Antes que a Feira do Livro desapareça!
A Última Crônica
Uma homenagem aos professores
Dos oito aos oitenta
Mais uma de Arnaldo Jabor
Curiosidades sobre o Rio Grande do Sul
Algumas piadas para adoçar a vida!
Exigências da vida moderna
Moacyr Scliar: O Senhor do Anel
Sumiço de Belchior
Sentir-se amado, de Martha Medeiros
Histórias de bichos e de livros
David Coimbra, o fusca e o frio
OS 100 ANOS DO GRE-NAL
O eu invisível
O Avião
Marias-gasolina, por Martha Medeiros
O bem e o mal da internet
A língua em todas as disciplinas
A formação do cidadão
A mentira liberdade
O bom professor
O papel da escola e dos pais
O que ensinar nas aulas de Português
Beijo na boca de Martha Medeiros
Neocaipiras - de L F Verissimo
Consumismo e solidariedade no Natal
Como lidar com o diferente
Solidariedade e egoísmos
Os talentos em sala de aula
Os casamentos na praça dos livros
A maldição da norma culta
O curso de datilografia
Os pais são os culpados
Papéis invertidos
Professor de qualidade para todos
Pense nos seus professores
Uma vida de presente
Alma galponeira e peregrina
Educação ou dissecação?
Mais sombra e menos água fresca
A neutralidade como dever
As três irmãs
A vírgula - por Martha Medeiros
Avaliação não é ameaça
Somos sempre aprendentes
A reforma ortográfica
Crônica do amor, por Arnaldo Jabor
Tive uma idéia!
Remendar por não prevenir
Meu zeloso guardador
Não sorria, você está sendo filmado
A síndrome da notícia ruim
Mulheres do século XXI
Quase
A professora e a justiça
O universitário e o frentista
 
Roger Tavares - Todos os direitos reservados © Desenvolvido por iPoomWeb